Dois meses do cumprimento do chamado

Já estamos há dois meses na Congregação de Vila Fátima, setor 4 de São Vicente/SP. Muitas coisas o Senhor Jesus tem feito em nossas vidas neste lugar.

Já pudemos presenciar vidas restauradas, casamentos reerguidos, conversões, curas e milagres. Isto só nos revela que os propósitos de Cristo Jesus estão sendo cumpridos em nossas vidas.

Ser Pastor é se doar pela saúde espiritual da igreja. É renunciar aos interesses próprios em prol do crescimento do Reino de Deus.

Estamos trabalhando pelo melhor das pessoas, para que por meio da fé aquele que está fraco possa perceber o que Deus quer de cada um.

Estou presenciando muitos jovens, frutos do evangelismo que todas as quintas-feiras fazemos pelo bairro, que se converteram e estavam sem perspectiva, sem emprego e dinheiro, agora vendo Deus abrir as portas.

Como sempre digo, nós somos libertos para libertar. E é isso que vamos fazer durante todo este tempo que Deus tem preparado para ficarmos aqui nesta congregação.

Obviamente que este trabalho não se faz sozinho. Por isso é importante fazer menção dos companheiros que o Senhor Jesus levantou nesta congregação, que realmente são atalaias neste lugar.

Faço menção dos companheiros Pb. João, Pb. Alexandre, Pb Leonardo, Pb Maicon, Pb Roberto, Pb Fernando, Pb Ivan, Pb Marcos, Ev Carlos. Todos obreiros de valor que estão nos auxiliando nos trabalhos.

E, principalmente, faço menção da minha esposa Natalia. Sem o apoio, o amor, a dedicação e o companheirismo dela, meu chamado não seria possível.

Por fim, para encerrar esta primeira publicação que faço da meu dia a dia no pastorado, faço menção e agradecimento ao Apóstolo Pr. Paulo Alves Corrêa, líder da Igreja e Ministério das Assembleias de Deus de Santos, que nos enviou para este lugar e, pelo Espírito Santo, tem cuidado de todos nós.

Autor: Rafael J. Dias

Pastor na Assembleia de Deus Ministério de Santos, advogado, escritor e ativista pelos direitos sociais. Formado em Direito pela Universidade Católica de Santos e em Teologia pelo IBAD. Especialista em Direito da Administração Pública pela Estácio. Pós-graduando em Liderança Pastoral pela FABAD.

Deixe uma resposta