A continuidade do dom de Apóstolo

O apostolado é um dom ministerial que ainda continua vivo, mas não é para qualquer pessoa. O dom de apóstolo trata-se de uma capacitação muito especial confiada nas mãos de verdadeiros pioneiros e desbravadores da missão evangelística no mundo.

dom de apóstolo

O dom de Apóstolo continua na atualidade?

Acerca do dom ministerial apostólico, em Efésios 4.11, o Apóstolo Paulo nos ensina que Deus “[…] deu uns para apóstolos […] querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo”.

Comentando este versículo, acerca do dom apostólico, assim ensina o pastor e professor Quemuel Lima:


“Os que recebem do Senhor esse dom são escolhidos por Deus para a realização de obras pioneiras e desbravadoras.” (Epístolas Paulinas, 2007, pg. 64)

O apóstolo Paulo sofreu calúnias, porém defendeu sua chamada apostólica diante dos Gálatas e muito padeceu por causa do Evangelho (Atos 9:16), tendo sido reconhecido, por seus trabalhos, como possuidor desse dom maravilhoso (Gl. 1:15-24).


Em nossa geração pentecostal apóstolos (enviados especiais de Deus) cuidaram e ainda cuidam da missão de propagar o Evangelho, doando suas vidas pela Obra de Deus e formando missionários. Veja o que o pioneiro Pr. Lewi Petrus afirma prefaciando a biografia do pioneiro Gunnar Vingren (fundador das Assembleias de Deus no Brasil):

“Muito se tem discutido em círculos teológicos sobre se o ministério do apostolado continuou depois dos doze apóstolos que haviam estado com Jesus durante a sua vida terrena, e que o viram pessoalmente. Existem, porém, no Novo Testamento, indícios de um ministério apostólico continuado. Determinadas passagens mencionam algumas pessoas como apóstolos, embora não pertencessem ao número dos doze escolhidos. Na carta aos Efésios, Paulo apresenta o ministério apostólico entre outras coisas que deveriam servir para a edificação da Igreja: Ef 4.11-15. A palavra apóstolo significa “enviado”, “delegado” uma pessoa que está devidamente autorizada por outra que a enviou para realizar missão que lhe foi confiada. Essa palavra no latim é missionário, e significa igualmente uma pessoa que foi incumbida e enviada por outra para realizar uma missão especial. No Novo Testamento usa-se esse termo para pessoas que estão dedicadas ao trabalho de pioneirismo. O significado é ilustrado da melhor maneira possível no trabalho pioneiro de um missionário em um novo campo. Gunnar Vingren foi um apóstolo no sentido perfeito da palavra. Quando ele e Daniel Berg foram para o Brasil, eram apóstolos de Cristo tanto quanto Paulo e Barnabé, que também foram chamados apóstolos (At 14.4; 1 Co 9.15) e saíram para Chipre, na Ásia Menor.” (Diário do Pioneiro Gunnar Vingren, 5ª edição, Ed. CPAD, 2000, pg. 11-12 – prefácio)

O dom Apostólico continua

A obra apostólica continua, confiada nas mãos de homens que há muitos anos trabalham para a expansão da Igreja, pelo levantamento de novos obreiros para a ceifa nos campos brancos, com o avanço do ministério Evangelístico.


Cuidado com as mentiras que são contadas por aí, em supostos “círculos teológicos”. A obra apostólica é um trabalho especial que continua vivo, colocado pelo Espírito Santo nas mãos de homens selecionados para líderes especiais que são responsáveis, ainda, por muitos ministros enviados para lugares específicos para a Missão.


A maior prova do apostolado é a vida e avanço da Igreja!


Que a graça e a Paz do Senhor nosso Deus esteja com todos.